Cantatas na Árvore de Natal encantam crianças e adultos

Ao som da clássica “Marcas do que se foi” a Banda da Fundação Casa da Cultura de Marabá (FCCM), Waldemar Henrique, iniciou o último dia de Cantata de Natal, nesta terça (22). A música marca um ano atípico, com grandes desafios e dificuldades, mas sem esquecer que “todo dia nasce, novo em cada amanhecer”.

O evento aconteceu aos pés da árvore de Natal gigante, localizada na entrada da Marabá Pioneira e buscou trazer “amor e paz no coração para cada pessoa que passe por aqui, veja essa bela cena e que ouça nossas músicas”, explica o maestro Lameque Farias.

 

 

 

 

 

 

Se depender da Gil Souza, 44 anos, moradora da Cidade Nova, o objetivo foi alcançado. “Ontem eu estava em casa e assisti pela página da Prefeitura. Achei muito bonito. Nesse momento estamos passando por uma pandemia. Ter um momento desses é muito gratificante. Poder vir aqui e contemplar essa banda maravilhosa. Gostei muito, valeu a pena e se tivesse mais vezes viria”, relata.

A ação contou com muitas famílias que levaram cadeiras para apreciar a atividade ao ar livre. Outras preferiram assistir ao especial em sistema drive-in de dentro de seus carros. A pequena Sarah Herenia, 10 anos, apareceu com sua mãe e prima. “Viemos porque adoramos o Natal, é uma época importante do ano. Viemos aproveitar a serenata. É muito legal, bem interativo e bem alegre”, completou.

4º apresentação

Ao todo a banda da FCCM realizou quatro apresentações de Cantata de Natal, uma em frente à Catedral, no dia 16, uma em frente ao Museu Municipal Francisco Coelho, no dia 17 e outras duas nos dias 21 e 22. O evento aconteceria normalmente no Carajás Centro de Convenções. Mas, devido à pandemia, foi dada a ideia que ele acontecesse a céu aberto e apenas com professores e monitores. As apresentações duraram em torno de uma hora

“A Casa da Cultura tem dentro do calendário o recital no fim do ano. Esse ano pela pandemia, não foi possível realizar. Mas buscamos uma forma de tentar trazer alegria para sociedade marabaense. Quero agradecer a todos pelo apoio, a Prefeitura, a população, a Wanda Américo, que colaborou com a gente. Um excelente 2001 para todos nós”, enseja o presidente da FCCM, Marlon Prado.

Esse também é o desejo da pequena Maria Clara, de 7 anos, que curtiu a apresentação ao lado da irmãzinha, Maria Fernanda, de 5 anos, que se maravilharam com a música e as cores do natal. “A árvore é bem luminosa, bonita, é muito legal, colorida, músicas bem bonitas. estou gostando muito”, disse.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Sérgio Barros / Aline Nascimento

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas