Escola de Música apresenta recital em homenagem às mães

 

A manhã de quarta-feira, 11, começou com muita emoção no Galpão de Música da Fundação Casa da Cultura de Marabá. Em comemoração ao Dia das Mães, a Escola de Música promoveu uma apresentação dos alunos para homenagear aquela que cuida, ama e acolhe.

Com o tema “Canto para quem me ninou”, o recital foi pura emoção. A plateia – repleta de mães, tias, avós, pais e amigos – aplaudiu e se emocionou com as apresentações.

 

Presidente da FCCM, Vanda Américo, parabeniza todas as mães

 

Todas as músicas cantadas pelos alunos foram ensaiadas em sala de aula. “Utilizamos elementos sonoros e rítmicos, e esses recitais estão sendo preparados com muito amor. Eles estavam nervosos e ansiosos”, disse a professora Marília Amaro, que organizou o evento, junto com o professor Messias Gomes.

 

Professores de música da FCCM

 

A presidente da FCCM, Vanda Américo, fez a abertura das apresentações e falou da felicidade em participar desse dia especial. “Sei o quanto é difícil ter uma jornada tripla, e vocês são especiais, por todo o esforço que fazem pelos seus filhos. Isso requer tempo, dedicação e vocês estão de parabéns”, disse.

Vanda ressaltou a importância da música na vida do ser humano. Como forma de auxiliar na educação e disciplina, trazer calma e formação cultural, a música é um instrumento importante, que deve ser inserido desde cedo. “Muita gente acha que aqui é um passatempo para o filho. E não é. A música é um profissional que merece respeito. Temos estudantes do curso de música que estão sendo nossos estagiários remunerados. Música é coisa séria”, fala a presidente.

 

Há oito anos na FCCM, a professora, Rute de Freitas, participou do recital com duas turmas distintas: Canto Coral Infantil e Canto Coral Adulto. Para ela, a única diferenciação que existe é na linguagem e didática. “A questão da musicalização é a mesma. Não faço distinção das turmas. A técnica vocal que os adultos têm, a criança tem que adquirir desde cedo”, explica.

 

 

Rute fala que a música realmente é um divisor de águas, mudando e transformando vidas. “As crianças, muitas vezes, chegam retraídas e tímidas. E com a música a gente consegue ir trabalhando as emoções, trazendo um desenvolvimento e contribuindo para a transformação desses ser humanos”.

A mãe do aluno Rafael, ficou emocionada com a apresentação

 

Por falar em mãe e mudanças, Paula Marzullo, mãe do pequeno Rafael, e apenas cinco anos, já percebeu as modificações positivas causadas pela música. “Ele entrou no começo desse ano na FCCM, e já é nítida a mudança dele, tanto na socialização como na disciplina. Ele é muito ativo, e percebi que ele tem estado mais comportado”, fala a mãe, que filmou toda a apresentação do filho.

 

Além dos alunos da Escola de Música, a extensão da EMEF Mendonça Vergolino também se apresentou.

Ao longo das apresentações, brindes foram sorteados como forma de lembrança e homenagem às mães.

Texto e fotos: Ana Mangas (ASCOM/FCCM)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pular para a barra de ferramentas