FCCM participa da reinauguração da Escola José Mendonça Vergolino

Aconteceu na tarde da última quinta-feira, 27, a reinauguração da Escola José Mendonça Vergolino, uma das escolas mais tradicionais e históricas da Marabá Pioneira.

Foto: SECOM

A Escola foi totalmente revitalizada e a celebração da nova estrutura contou com a presença da Banda Waldemar Henrique. Além disso, foram feitas apresentações do coral infantil e do teatro, com a equipe da Cia de Artes, todos desenvolvidos pela FCCM.

Vanda Américo, presidente da Fundação, mencionou os projetos e a parceria que a instituição tem com a Escola “A parceria com o Mendonça acontece desde de 2017. Os projetos vão desde a musicalização na escola, flauta, dança e apresentações culturais com os alunos. É uma parceria que irá continuar, pois educação e cultura devem andar de mãos dadas”, disse.

O evento foi um encontro de pais e alunos, ex-alunos e professores, onde todos foram homenageados pelos funcionários e autoridades locais.

Participaram o prefeito de Marabá, Tião Miranda, o vice-prefeito, Luciano Lopes, a secretária de Educação, Marilza Leite, e o secretário de Obras, Fábio Moreira, entre outras autoridades.

O prefeito Tião Miranda se emocionou ao visitar os ambientes da escola, na qual estudou na infância. Ele havia participado de reformas passadas do local e foi na gestão dele que o ginásio Osorinho foi construído.

“Nós ampliamos, o colégio ficou belíssimo, com acessibilidade, e é uma satisfação muito grande porque faz parte da minha infância. Foram quatro anos estudando aqui, com a professora Maria Fernandes. É uma lembrança gratificante. O meu maior prazer é inaugurar a escola, e uma escola desse porte, é muito importante”, disse o prefeito.

Nilva Maria Américo Gomes, gestora da escola há pouco menos de 10 anos, observa que a comunidade escolar foi contemplada em seus anseios. Destaque para a sala de professores e coordenação pedagógica, que contam com um espaço para formação dos docentes com o uso de computadores.

“É um sentimento maravilhoso porque essa reforma era um sonho, e o prefeito acolheu. Foi feito da maneira que a gente sonhou. Enquanto coordenadora [função anterior], sempre sonhei com uma sala da coordenação que coubesse a todos os professores, porque não dá para ser dissociada. Tudo foi pensado e feito da maneira que idealizamos”, comenta a gestora.

Texto e fotos: Wellington Mota, com informações da SECOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pular para a barra de ferramentas